Quem guarda, tem

01.02.20
 

Inaugurámos o mês de Fevereiro com o 2º workshop circular. Desta vez, não foram tiras de lona publicitária que estiveram em cima da mesa, mas alimentos, canetas e cartolinas. Ainda assim, continuámos a falar de desperdício.

Num workshop dinamizado pela engenheira ambiental Cátia Albino, revisitámos os armários, os frigoríficos e as dispensas lá de casa. Afinal o que é desperdício e como podemos minimizá-lo?

Viajámos não só pelo ciclo de vida dos alimentos, mas pelo ciclo de vida humano, graças aos diferentes relatos de várias gerações.

Não foi com surpresa que constatámos que as pessoas mais velhas tendem a desperdiçar menos do que as mais novas - já informadas na era do descartável e não numa economia de subsistência onde reinava a necessidade e o aproveitamento de todas as sobras.

Também não faltaram jogos e experiências com cítricos, vinagre e borras de café para fazermos desde produtos de limpeza doméstica, esfoliantes para a pele ou um chazinho para todas as participantes.

Reunimo-nos novamente na Casa da Comarca do Arganil, para pensar e fazer o Ambiente, num contexto intergeracional.


Estes workshops são sempre gratuitos. Contamos contigo?
Inscreve-te na nossa newsletter para estares sempre a par da agenda de atividades da Trepadeira!


 



// QUEM GUARDA, TEM 
Workshop de redução de desperdício alimentar


// Descrição:
Na Europa, 89 milhões de toneladas. Em Portugal, 1 milhão de toneladas. Não é preocupante estarmos a falar da quantidade de comida que acaba no lixo todos os anos?
Quando falamos de desperdício, não nos referimos apenas aos alimentos em bom estado de conservação que acabam no lixo, mas também aos recursos naturais envolvidos na produção desses alimentos não consumidos. Do campo, aos nossos pratos, ao lixo.
Enquanto consumidores, podemos contribuir para a transformação deste cenário através dos nossos hábitos: no momento da compra dos alimentos; na altura da sua preparação; quando os consumimos e sempre que deitamos comida para o lixo.
Neste workshop, o Project I Do vem partilhar dicas contra o desperdício alimentar em casa.
Como… 1) avaliar o prazo de validade de um produto 2) tirar maior proveito de um vegetal 3) fazer uma lista de compras 4) planear as nossas refeições 5) fazer alguns produtos com as sobras. O que escolhe pôr no prato faz a diferença. Os alimentos que deita fora, também.
 
// Material necessário:
Cada participante trouxe consigo 3 frascos de vidro com tampa (ex. compota).
 
// Facilitadora:
Cátia Albino é licenciada em Engenharia Ambiental e dos Recursos Naturais, mestre em Engenharia da Energia e do Ambiente e a fundadora do Project I Do: um projeto ambiental que transforma óleos alimentares usados em sabão de limpeza doméstica (barra, pó e líquido).
O Project I Do pretende não só promover a economia circular à escala local, como também alertar para a redução da carga química relacionada com a limpeza doméstica.
 
// Dia: 1 de fevereiro 2020, sábado, das 15h às 17h
 
// Nº máximo de participantes: 10 pessoas, sem limite de idade (público intergeracional)
 
// Local: Casa da Comarca do Arganil, Rua da Fé 23, 1150-149 Lisboa